Ordenação Sacerdotal: “O Bom Pastor dá a vida por suas ovelhas”

Hoje, dia 6 de outubro, a Igreja particular de Niterói recebeu, pela imposição das mãos do Arcebispo Metropolitano de Niterói, Dom José Francisco, 3 novos sacerdotes. Os diáconos Fabiano da Silva Santos (” Senhor tu sabes tudo. Tu sabes que eu te amo” Jo21,17), Felipe Lopes Xavier Pinheiro (“Senhor, que eu veja” Mc 10,51) e Tiago da Silva Pimentel (” Fui crucifixado junto com Cristo, já não sou eu quem vivo, mas é Cristo que vive em mim” Gl 2, 19-2c) foram ordenados padres em Cerimônia que aconteceu na Paróquia Porciúncula de Santana, município de Niterói. O Arcebispo de Niterói, Dom José Francisco, presidiu a Santa Celebração. Concelebraram,  o Bispo Auxiliar, Dom Luiz Antonio, o Arcebispo Emérito de Niterói, Dom Frei Alano Maria Pena OP, o Vigário Geral, padre Carmine Pascale e diversos padres da Arquidiocese.

Na homilia, Dom José Francisco falou sobre a boa nova na vida dos futuros sacerdotes. E dirigindo-se a eles, disse: “Ouvimos pela boca do Profeta, que o Espirito do Senhor o enviou  para proclamar a boa nova aos pobres.” (…) “O Profeta não é um ator de terceira categoria. Ele é alguém que, no grande teatro da vida, descobriu o seu caminho a percorrer.”, enfatizou Dom José Francisco.

“A boa nova de hoje pode ser a vida de vocês três como bons pastores. A boa nova de hoje pode ser a vida de vocês três rapazes, que deram suas vidas, como o Bom Pastor, para o anúncio da Boa Nova. E com certeza, a profecia de Isaías se realiza. O amor de Jesus Bom Pastor se realiza. E Deus muito mais se realiza!”

E concluiu: “No entanto, não é suficiente comtemplar e agradecer.  É necessário também seguir o bom Pastor.  De modo especial, quantos têm a missão de guia na Igreja – Sacerdotes, Bispos e Papas – são chamados a assumir não a mentalidade do funcionário, mas do servo, à imitação de Jesus que despojando-se a si mesmo, nos salvou mediante a sua misericórdia.”

Após a homilia, os eleitos, em pé, responderam às interrogações do Arcebispo sobre o desempenho da missão do sacerdote, o ministério da palavra, a celebração dos ministérios de Cristo, a assiduidade ao dever da oração e a união com Cristo.

Dom José Francisco, convidou os presentes a rezarem a Deus Pai para que derrame sua graça sobre os novos presbíteros. Os eleitos prostraram-se no chão, como sinal de sua total entrega a Deus. Terminada a ladainha, com as mãos estendidas, o Arcebispo rezou pedindo ao Senhor que derrame sobre estes servos a bênção do Espírito Santo e a força da graça sacerdotal.

Em seguida, de joelhos e em silêncio, o Arcebispo impôs as mãos sobre suas cabeças, seguido pelos presbíteros. No silêncio do coração, ele e todos os presbíteros presentes pediram a Deus pelos ordenados. Dom José fez uma oração citando as principais tarefas do sacerdote, como a de ser, principalmente, colaborador do bispo, instrutor da fé e divulgador da palavra de Deus.

Terminada a Prece de Ordenação, os novos presbíteros vestiram a estola sacerdotal e a casula. Em seguida, o Arcebispo ungiu a palma das mãos dos ordenados com o óleo do santo Crisma. Alguns fiéis levaram o pão na patena, e o vinho e a água no cálice, para a celebração da Missa.

Dom José Francisco os entregou aos ordenados, ajoelhados, e disse: “Recebe a oferenda do povo para apresentá-la a Deus. Toma consciência do que vais fazer e põe em prática o que vais celebrar, conformando tua vida ao mistério da cruz do Senhor”.

Por fim, em sinal de acolhimento aos neo-sacerdotes, o Dom José abraçou um a um, e todos se abraçaram todos entre si. Seguiu-se a liturgia eucarística, e os ordenados exerceram, pela primeira vez o seu ministério, concelebrando-a com o Arcebispo.

Ao término da celebração, os padres recém ordenados, agradeceram aos Bispos, aos formadores, aos padres e os fiéis presentes. Dom José Francisco estendeu suas mãos sobre os ordenados e os fiéis, concedendo-lhes a sua benção.

Reveja a íntegra da Ordenação Sacerdotal:

Por João Dias
Foto: Padre Ricardo e reprodução da LIVE

O post Ordenação Sacerdotal: “O Bom Pastor dá a vida por suas ovelhas” apareceu primeiro em Arquidiocese de Niterói.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*