Um padre nunca é ordenado sozinho, mas com a Igreja e para a Igreja

ADD_CONTENT_HERE

Um padre quando é ordenado pela Igreja, com a graça de Deus, cumpriu um longo caminho de formação humana e espiritual, e foi considerado digno, apto para exercer o ofício de cura das almas, o sacerdócio ministerial.

Nos dias de hoje uma formação para o sacerdócio pode levar entre 9 a 10 anos. Nesse período o candidato é acolhido inicialmente pelo Seminário e começa sua caminhada rumo ao sacerdócio. Naturalmente precisa cumprir muitas tarefas relacionadas a formação acadêmica e espiritual. Não somente as duas citadas, mas também formação pastoral, pessoal e da sua humanidade, que precisa estar configurada a Cristo, Bom Pastor.

Realizar uma ordenação sacerdotal leva bastante tempo, muitos preparativos precisam ser feitos e também compartilhados, visto que um padre não se ordena para si, mas para uma multidão de irmãos, contar com esses irmãos é muito necessário. Na comunidade, na Igreja, muitos grupos, movimentos e pastorais ajudam na caminhada rumo ao “sim definitivo”, doando, ajudando e apoiando espiritualmente e financeiramente.

Muitos voluntários participaram da ordenação de 06 de outubro, cerca de 120 pessoas, desde a organização litúrgica, comunicação, ornamentação, música e recepção com lanche para todos os presentes, sem contar ainda, a equipe inteira de Freis e funcionários da Porciúncula de Santana em Icaraí. “Trabalhar para a Igreja e ver a Igreja nascer através da vocação sacerdotal é um verdadeiro presente, colaborar com esse momento é um verdadeiro privilégio”, afirmou Márcia Ribeiro voluntária do evento.

Confira a reportagem completa sobre a ordenação dos novos padres no Site: www.arqnit.org.br

Por Pe. Ricardo Mota

O post Um padre nunca é ordenado sozinho, mas com a Igreja e para a Igreja apareceu primeiro em Arquidiocese de Niterói.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*