Papa aos jovens indígenas: preservem suas raízes

O Papa Francisco enviou nesta sexta-feira (18) uma mensagem em vídeo dirigida aos jovens indígenas que estão participando da Jornada Mundial da Juventude Indígena.
Teve início nesta quinta-feira, 17, e se estende até o próximo dia 21, a “Jornada Mundial da Juventude Indígena”, que reúne mais de mil jovens indígenas, provenientes de vários países, na diocese panamenha de Davi, em Soloy.

Estes jovens, que se unirão aos demais, na presença do Santo Padre, de 23 a 28 próximos, no Panamá, representam os cerca de 60 milhões de indígenas de 522 povos diferentes, das Américas e Austrália.

A estes jovens indígenas, o Papa Francisco enviou uma vídeo-mensagem, em espanhol. Eis o texto integral:

“Queridos jovens.

Ao término da Jornada Mundial da Juventude em Cracóvia, em julho de 2016, disse aos jovens voluntários: “Nós assumimos a memória do nosso passado para construir esperança com coragem”. E esse é o lema que escolheu para este Encontro Mundial da Juventude Indígena ajuntado de 17 a 21 de janeiro deste ano (pré-Day JMJ) em Soloy, Ngäbe-Bugle, Diocese de David, no Panamá.

Felicito-o porque é a primeira vez que uma reunião pré-JMDA é organizada especificamente para jovens de povos indígenas, de povos indígenas em todo o mundo. Uma iniciativa que quero agradecer à Seção Pastoral Indígena da Conferência Episcopal do Panamá, apoiada pelo CELAM.

Queridos jovens, convido-vos a este encontro, que reúne centenas de jovens de diferentes povos indígenas servem para refletir e celebrar sua fé em Jesus Cristo a partir da antiga riqueza de suas culturas nativas. Exorto-vos a ser uma oportunidade para responder ao convite para a juventude em outros momentos para ser grato para a história de seu povo e valente enfrentar os desafios em torno deles para seguir em frente com esperança na construção de um outro mundo possível . Volte para as culturas de origem. Cuide das raízes, porque das raízes vem a força que as fará crescer, florescer e dar frutos. Além disso, você deve ser uma forma de mostrar o rosto indígena da nossa Igreja na atmosfera da JMJ e afirmamos nosso compromisso de proteger a nossa casa comum e ajudar a construir um outro mundo, mais justa e mais humana é possível.

Sem dúvida, as questões que, de acordo com a agenda será reflexo de você, incentivar em busca de respostas a partir da perspectiva evangélica, tantas situações escandalosas de marginalização, exclusão, descarte e empobrecimento para que milhões de jovens, especialmente jovens dos povos originários, são condenados no mundo. O ato de você, a consciência de pertença às suas aldeias de você, é uma reação contra esta cultura de descarte, contra esta cultura de esquecer as raízes, projetadas para um futuro mais gasosos, líquidos cada vez mais infundados.

Meninos e meninas, se encarreguem de suas culturas! Tome conta de suas raízes! Mas não fique aí. Dessas raízes crescem, florescem, dão frutos. Um poeta disse que “tudo que a árvore tem de flor, vem do que está enterrado”. As raízes. Mas raízes tomadas no futuro. Projetado para o futuro. Este é seu desafio hoje.

Será um prazer para mim encontrá-los no Panamá. E quando esse momento chegar, desejo-lhe os melhores sucessos no Encontro e dou-lhe a minha bênção.

Jatuaida, Jamorogodre.

Que Deus os abençoe!”

Por Manoel Tavares (VaticanNews)
Vídeo: VaticanNews

O post Papa aos jovens indígenas: preservem suas raízes apareceu primeiro em Arquidiocese de Niterói.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*