Comunidades Terapêuticas realizam encontro de formação em Itaboraí

O Encontro de Formação e Integração das Comunidades que Atuam com Dependência Química, EFICOMDEQ, reuniu grupos e comunidades terapêuticas, para partilha de informações e orientações de seus direitos e deveres.

O Encontro de Formação e Integração das Comunidades que Atuam com Dependência Química, EFICOMDEQ, reuniu grupos e comunidades terapêuticas, para partilha de informações e orientações dos direitos e deveres dos que atuam no ramo. A atividade aconteceu no dia 08 de setembro, em Itaboraí, RJ, e contou com a presença do Bispo Auxiliar da Arquidiocese de Niterói, Dom Luiz Antonio, o médico, Dr. Renato Mussi, a Assessora Nacional da Pastoral da Sobriedade, Elen Viviane, Alexandre Duque, Diretor da Comunidade Maranathá e Flávia Ribeiro, Fundadora da Comunidade Vem Senhor Jesus. O objetivo foi trazer formação e informações, para que não fiquem só em nível do Governo Federal, mas  cheguem à base, onde as ações são executadas, e as instituições sejam capacitadas e obtenham as informações necessárias para se apropriarem de seus direitos.

O dia se iniciou com a Missa, presidida por Dom Luiz Ricci, que parabenizou a iniciativa, e tratou de Políticas Públicas sobre Álcool e Drogas, em conformidade com o tema da Campanha da Fraternidade de 2019. Na parte da manhã, a palestra do Dr. Renato Mussi, médico especialista em dependência química, há 30 anos, versou sobre: “Dependência Química na Sociedade”. Na parte da tarde, a Assessora Nacional da Pastoral da Sobriedade, Elen Viviane, apresentou o tema: “Políticas Públicas sobre o Álcool e Drogas”, abordando a história e legislações. Logo em seguida, Alexandre Duque, diretor da Comunidade Maranathá, apresentou o Decreto 9761/2019, que tem como temas principais, do atual governo, a não liberação das drogas e o apoio às comunidades terapêuticas e grupos de mútua ajuda. Duque também apresentou as portarias 562, 563 e 564 de 2019, que abordam a fiscalização, o credenciamento e a certificação das Comunidades Terapêuticas. A última palestra foi a da Formadora Geral da Comunidade Jesus Vive é o Senhor, Fernanda Pereira, que apresentou a RDC/029 de 2011, da Anvisa, que dispõe sobre a segurança sanitária para as instituições que prestem serviços relacionados à dependência química. O encontro foi encerrado com a Adoração ao Santíssimo, conduzida por Flávia Ribeiro, fundadora da Comunidade Vem Senhor Jesus.

O tempo é favorável para as Comunidades Terapêuticas
Segundo a Assessora nacional da Pastoral da Sobriedade, as comunidades terapêuticas passam por um momento favorável. Elen ainda informou que no início do ano, esteve presente no encontro, que ocorreu na Câmara dos Deputados, onde se reuniram várias comunidades para falar sobre as mudanças na legislação sobre drogas. ” Estamos vivendo um momento favorável na política sobre drogas, de maneira concreta, para a Igreja, através do crescimento das Comunidades Terapêuticas ou dos grupos de mútua ajuda. No início deste ano, foram firmados 216 novos contratos com comunidades terapêuticas”, informou Elen Viviane.

Com informações de Elen Viviane,

Por Pe. Ricardo Mota

O post Comunidades Terapêuticas realizam encontro de formação em Itaboraí apareceu primeiro em Arquidiocese de Niterói.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*