A graça do Pai se oferece como amor sem condições, diz Dom José

O Arcebispo de Niterói, Dom José Francisco, presidiu a celebração do dia 31 de dezembro de 2019, véspera do Ano Novo, na Catedral de São João Batista. Em comunhão com toda a Igreja e com as pessoas de boa vontade, a Arquidiocese de Niterói celebra o 53º Dia Mundial da Paz, na Solenidade de Maria, Mãe de Deus.

Em sua homilia,  Dom José disse: “Ano novo. Tudo novo. E de novo. De novo, necessariamente, não significa repetição, mas criatividade, inventividade, renovação. Tudo o que se encerra, começa de novo: encontros, travessias, provas e provações, aliados e inimigos, aproximações e distanciamentos, lutas e ressurreições. Nossas histórias ficam cada vez mais vivas toda vez que percebemos isso. Adquirimos uma confiança que se traduz em sabedoria e uma sabedoria se traduz em confiança. É com essa confiança-sabedoria que desejamos iniciar o Novo Ano, com a certeza da proteção carinhosa da Mãe de Deus”.

Na homilia o Arcebispo cita a mensagem enviada pelo Papa Francisco: “Perdão e reconciliação são praticamente sinônimos da palavra paz. Esse conceito de paz organiza a nossa percepção ecológica. Precisamos de uma conversão ecológica – diz o Papa. Devemos enxergar o mundo como o presente de Natal de Deus para todos. Isso reclama consciência e gratidão. O dom da criação reflete a beleza e a sabedoria do Criador. Entender a criação como fruto de uma evolução não significa que não houve um Criador: Ele não só esteve, Ele está presente na criação, Ele não só criou, Ele cria. Conviver uns com os outros, em suas diversidades, desenvolver o bem comum da família humana é continuar a obra do Criador no tempo presente. É de alguma minúscula forma, também se tornar criador.”.

Dom José Francisco recordou ainda, que a “graça do Pai se oferece como amor sem condições. O perdão de Cristo é o caminho que nos coloca a caminho para oferecê-lo aos homens e mulheres do nosso tempo. Dia após dia, o Espírito Santo nos sugere atitudes e palavras que nos tornarão artesãos da paz.”, enfatizou o Bispo.

“Maria, Mãe do Príncipe da paz, Mãe de todos os povos da terra, e Mãe da sua casa e de nossas casas, nos acompanhará e apoiará em toda possível reconciliação. Até naquela que parecer impossível. Pois, ela guardava todos esses fatos e meditava sobre eles em seu coração. Desejo a todos que 2020 nos chegue em paz. E que, na retrospectiva de 2020, ninguém tenha perdido a bússola da paz, a única capaz de orientar os corações. Feliz Ano Novo! Maria, Mãe de Deus e nossa Mãe, rogai por nós!”, concluiu Dom José Francisco.

Veja a íntegra da celebração:

Por João Dias
Imagens: Adigar José/Íngrid Bianchini
Fotos: Íngrid Bianchini

O post A graça do Pai se oferece como amor sem condições, diz Dom José apareceu primeiro em Arquidiocese de Niterói.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*