Atualidades

Francisco envia mensagem para o 54º Dia Mundial das Comunicações Sociais

Todo o dia 24 de janeiro, como é a tradição, na memória de São Francisco de Sales, foi divulgada a mensagem do Papa para o 54º Dia Mundial das Comunicações Sociais. Este ano, a celebração é no dia 24 de maio, sobre o tema: « “Para que possas contar e fixar na memória” (Ex 10, 2). A vida faz-se história » Na carta o Santo Padre, destaca: “A história de Cristo não é um patrimônio do passado; é a nossa história, sempre atual. Depois que Deus Se fez história, toda a história humana é, de certo modo, história divina. Cada história humana tem uma dignidade incancelável. Por isso, a humanidade merece narrações que estejam à sua altura, àquela altura vertiginosa e fascinante a que Jesus a elevou. Cada um de nós conhece várias histórias que perfumam de Evangelho: testemunham o Amor que transforma a vida. Estas histórias pedem para ser partilhadas, contadas, feitas viver em todos os tempos, com todas as linguagens, por todos os meios.”, descreve o Papa Francisco, lembrando que a história se renova. Lei a íntegra da Mensagem: MENSAGEM DO PAPA FRANCISCO PARA O LIV DIA MUNDIAL DAS COMUNICAÇÕES SOCIAIS « “Para que possas contar e fixar na memória” (Ex 10, 2). A vida faz-se história » Desejo dedicar a Mensagem deste ano ao tema da narração, pois, para não nos perdermos, penso que precisamos de respirar a verdade das histórias boas: histórias que edifiquem, e não as que destruam; histórias que ajudem a reencontrar as raízes e a força para prosseguirmos juntos. Na confusão das vozes e mensagens que nos rodeiam, temos necessidade duma narração humana, que nos fale de nós mesmos e da beleza que nos habita; uma narração que saiba olhar o mundo e os acontecimentos com ternura, conte a nossa participação num tecido vivo, revele o entrançado dos fios pelos quais estamos ligados uns aos outros. Tecer histórias O homem é um ente narrador. Desde pequenos, temos fome de histórias, como a temos de alimento. Sejam elas em forma de fábula, romance, filme, canção, ou simples notícia, influenciam a nossa vida, mesmo sem termos consciência disso. Muitas vezes, decidimos aquilo que é justo ou errado com base nos personagens e histórias assimiladas. As narrativas marcam-nos, plasmam as nossas convicções e comportamentos, podem ajudar-nos a compreender e dizer quem somos. O homem não só é o único ser que precisa de vestuário para cobrir a própria vulnerabilidade (cf. Gn 3, 21), mas também o único que tem necessidade de narrar-se a si mesmo, «revestir-se» de histórias para guardar a própria vida. Não tecemos apenas roupa, mas também histórias: de facto, servimo-nos da capacidade humana de «tecer» quer para os tecidos, quer para os textos. As histórias de todos os tempos têm um «tear» comum: a estrutura prevê «heróis» – mesmo do dia-a-dia – que, para encalçar um sonho, enfrentam situações difíceis, combatem o mal movidos por uma força que os torna corajosos, a força do amor. Mergulhando dentro das histórias, podemos voltar a encontrar razões heroicas para enfrentar os desafios da vida. O homem é um ente narrador, porque em devir: descobre-se e enriquece-se com as tramas dos seus dias. Mas, desde o início, a nossa narração está ameaçada: na história, serpeja o mal. Nem todas as histórias são boas «Se comeres, tornar-te-ás como Deus» (cf. Gn 3, 4): esta tentação da serpente introduz, na trama da história, um nó difícil de desfazer. «Se possuíres…, tornar-te-ás…, conseguirás…»: sussurra ainda hoje a quem se fia do chamado «mentiroso» (cf. Jo 9, 44), para atingir os seus fins. Quantas histórias nos narcotizam, convencendo-nos de que, para ser felizes, precisamos continuamente de ter, possuir, consumir. Quase não nos damos conta de quão ávidos nos tornamos de bisbilhotices e intrigas, de quanta violência e falsidade consumimos. Frequentemente, nos «teares» da comunicação, em vez de narrações construtivas, que solidificam os laços sociais e o tecido cultural, produzem-se histórias devastadoras e provocatórias, que corroem e rompem os fios frágeis da convivência. Quando se misturam informações não verificadas, repetem discursos banais e falsamentepersuasivos, percutem com proclamações de ódio, está-se, não a tecer a história humana, mas a despojar o homem da sua dignidade. Mas, enquanto as histórias utilizadas para proveito próprio ou ao serviço do poder têm vida curta, uma história boa é capaz de transpor os confins do espaço e do tempo: à distância de séculos, permanece atual, porque nutre a vida. Numa época em que se revela cada vez mais sofisticada a falsificação, atingindo níveis exponenciais (o deepfake), precisamos de sapiência para patrocinar e criar narrações belas, verdadeiras e boas. Necessitamos de coragem para rejeitar as falsas e depravadas. Ocorre paciência e discernimento para descobrirmos histórias que nos ajudem a não perder o fio, no meio das inúmeras lacerações de hoje; histórias que tragam à luz a verdade daquilo que somos, mesmo na heroicidade oculta do dia a dia. A História das histórias A Sagrada Escritura é uma História de histórias. Quantas vicissitudes, povos, pessoas nos apresenta! Desde o início, mostra-nos um Deus que é simultaneamente criador e narrador: de facto, pronuncia a sua Palavra e as coisas existem (cf. Gn 1). Deus, através deste seu narrar, chama à vida as coisas e, no apogeu, cria o homem e a mulher como seus livres interlocutores, geradores de história juntamente com Ele. Temos um Salmo onde a criatura se conta ao Criador: «Tu modelaste as entranhas do meu ser e teceste-me no seio de minha mãe. Dou-Te graças por me teres feito uma maravilha estupenda (…). Quando os meus ossos estavam a ser formados, e eu, em segredo, me desenvolvia, recamado nas profundezas da terra, nada disso Te era oculto» (Sal 139/138, 13-15). Não nascemos perfeitos, mas necessitamos de ser constantemente «tecidos» e «recamados». A vida foi-nos dada como convite a continuar a tecer a «maravilha estupenda» que somos. Neste sentido, a Bíblia é a grande história de amor entre Deus e a humanidade. No centro, está Jesus: a sua história leva à perfeição o amor de Deus pelo homem e, ao mesmo tempo, a história de amor do homem por Deus. Assim, o homem será chamado, de geração em geração, a contar e fixar na memória os episódios mais significativos […]

O post Francisco envia mensagem para o 54º Dia Mundial das Comunicações Sociais apareceu primeiro em Arquidiocese de Niterói.

Leia Mais »

Paróquia histórica de São João Batista em Itaboraí será restaurada

A paróquia São João Batista, no centro de Itaboraí, completou 324 anos no último dia 18 de janeiro.  No dia 23 de janeiro pela manhã, o padre Rafael Costa presidiu a Santa Celebração e a seguir, houve o lançamento do projeto executivo de restauro da igreja. Na ocasião, o senhor Manoel Vieira, superintendente do IPHAN-RJ e o senhor Deivid Antunes, historiador e Subsecretário Municipal de Cultura e Turismo, explicaram como se desenvolverá o projeto de restauração. Segundo, Margarete Borba, “estiveram presentes nessa celebração o Prefeito de Itaboraí, Dr. Sadinoel Souza, o Secretário Municipal de Governo e Chefe de Gabinete, Jorge Antônio Silva, o Secretário de Educação e Cultura, Osório de Sousa, o Controlador Geral do município, Joaquim Gama;,o Consultor Geral do município, Sílvio Pinho e Mônica da Costa, e a superintendente substituta e assessora de Patrimônio Imaterial do Iphan-RJ.”, informou a agente da PASCOM. A primeira etapa da recuperação de um monumento simbólico para o município de Itaboraí se iniciou neste mês de janeiro. O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) está investindo aproximadamente R$448 mil para desenvolver o Projeto Executivo de restauração, conservação e complementares da Igreja Matriz de São João Batista. Tal documento estabelece os parâmetros que vão orientar as obras necessárias. Tombada pelo Iphan em 1970, a origem deste monumento remonta há mais de trezentos anos.  No século XVII, a Igreja Católica criou uma série capelas – denominadas curatos – com o intuito de pregar para portugueses, brasileiros e africanos que habitavam o país. Segundo tradição oral, uma capela de pau-a-pique foi construída na praça onde atualmente se localiza a Igreja Matriz de São João. Posteriormente, ato régio da coroa portuguesa elevou o chamado “curato de Itaborahy” à classe de paróquia. Para tanto, um novo templo começou a ser erguido no final do século XVII. Interiormente, quem cativa o olhar são bens móveis integrados, como peças originais do século XVIII, castiçais, pratarias e o retábulo do altar-mor.Sucessivas intervenções, ao longo dos séculos posteriores, aproximaram o monumento do aspecto que apresenta hoje. Trata-se de construção com grossos muros, solidamente edificada de pedra e cal. O imóvel conserva características oitocentistas, como dispor de apenas uma porta de entrada. Na fachada, destacam-se duas janelas e uma torre única. Interiormente, quem cativa o olhar são bens móveis integrados, como peças originais do século XVIII, castiçais, pratarias e o retábulo do altar-mor. Em 2018, o Instituto contratou serviços de escoramento e recuperação estrutural do imóvel. A medida evitou o agravamento das condições de conservação da Igreja, além de garantir a segurança do público. Em 2020, a elaboração do projeto de restauração consolida mais um passo do processo de valorização do bem a fim de que continue a compor a paisagem do município por muitos anos.       Por João Dias/Daniela Reis* Com informações de Margarete Borba e do IPHAN-RJ *Daniela Reis é da Assessoria de Imprensa Superintendência IPHAN-RJ  

O post Paróquia histórica de São João Batista em Itaboraí será restaurada apareceu primeiro em Arquidiocese de Niterói.

Leia Mais »

Belo Horizonte será sede do Encontro Nacional da Pascom em julho

Em uma postagem descontraída o Facebook da Pascom Brasil, divulgou  há pouco, onde será a sede do Encontro Nacional da Pascom 2020. Na postagem, atribuída a um estagiário, foi informado o local do encontro. A publicação diz: “Alô, pasconeiros. Aqui é o estagiário e eu descolei (com muito custo!) a informação que todos estavam esperando. Bora arrumar as malas e ir pra Minas, uai! São os mineiros que irão nos acolher pro nosso encontro nacional. Dá pra ir de avião, de ônibus, de carro e até de trem.”, divulga no Facebook o suposto estagiário. Que conclui: “Em breve inscrições abertas em pascombrasil.org.br”. Por João Dias Imagem: reprodução do Facebook

O post Belo Horizonte será sede do Encontro Nacional da Pascom em julho apareceu primeiro em Arquidiocese de Niterói.

Leia Mais »

Novo WhatsApp do SECOM já está em operação

O Setor de Comunicação da Arquidiocese de Niterói, neste dia 20 de janeiro, informa amigos e  amigas, que o número (21) 3602-1760 passou a funcionar como o canal direto de interação com os comunicadores da Rádio Anunciadora (durante toda a grade de programação), e com o Programa Niterói na Catedral (com o diácono Nélio do Amparo e João Dias, aos sábados, das 15h às 16h). O objetivo do Setor de Comunicação foi unificar todos os contatos por meio deste canal, podendo o ouvinte enviar sua opinião e sugerir pauta aos produtores dos programas. O serviço busca aproximar a comunidade à rotina do Setor de Comunicação. Vale lembrar que, devido ao fluxo de conteúdo, nem todas as mensagens serão lidas no ar. Pelo mesmo número, também é possível conversar com a equipe de jornalismo dos sites arqnit.org.br, da radioanuniciadora.org.br e do jornal Niterói Católico. O Portal ArqNit vem unificando todos os conteúdos produzidos pelo SECOM e PASCOM’s Arquidiocesanas. Desde o dia 27 de novembro de 2019, os vídeos do Setor de Comunicação estão concentrados no YouTube da Arquidiocese de Niterói: https://www.youtube.com/user/ArqNit. O portal já conta com um sistema que agrega todos os vídeos das redes sociais da Arquidiocese de Niterói, e há também uma ferramenta de gerenciamento de conteúdo, que permite a sua organização de forma fácil e com visual inovador. Todo o conteúdo está concentrado em um só local, todas as publicações das Redes Sociais da Arquidiocese, e a utilização das hashtags, aumentando, assim, a permanência do interessado no portal ArqNit. Por João Dias Arte: Thiago Maia

O post Novo WhatsApp do SECOM já está em operação apareceu primeiro em Arquidiocese de Niterói.

Leia Mais »

Santuário Arquidiocesano Jesus Crucificado terá 24 horas de oração

Localizado no Vicariato Rural, o Santuário de Jesus Crucificado, em Porto  das Caixas, realiza nos próximos dias 25 e 26 de janeiro, a 52°  vigília de 24h de oração, fazendo memória de um fato, que marca a vida da Paróquia,  e que deu origem ao Santuário. O fenômeno que aconteceu na pequena Igreja de Nossa Senhora da Conceição, em 1968. Neste ano, a vigília terá como tema “A PAIXÃO DE CRISTO NOS IMPULSIONA”, e a missa de abertura será presidida pelo Pe. Pedro Moraes, que, ao término da Celebração Eucarística, expõe o Santíssimo Sacramento, que será adorado. A programação na madrugada contará com Via Sacra e procissão luminosa, a partir das 03h e Missa às 05h, celebrada pelo Pe. Siro, no novo Santuário. No decorrer do dia 26, haverá celebrações às 7h30min, 9h30min e 11h30min. Na parte da tarde, às 15h será rezada a Via Sacra dos enfermos. O encerramento deste dia oracional será com a Missa, presidida pelo Pe. Marcos, Reitor do Santuário, às 19h. Durante toda a vigília os sacerdotes atenderão às confissões. Toda comunidade católica é convidada a participar das 24 horas de Adoração a Jesus Sacramentado. Quem ainda não conhece o Santuário Arquidiocesano de Jesus Crucificado, é convidado a fazer essa experiência aos pés do Crucificado que, em 1968, verteu sangue, e continua a derramar suas bênçãos e graças sobre quem O procura. Na Paixão de Cristo somos um. O Santuário fica localizado na Av. Nossa Senhora da Conceição, s/n, em Porto das Caixas, Itaboraí. Para mais informações, entre em contato pelo tel.: (21)3639-6205. Por Íngrid Bianchini Arte: divulgação

O post Santuário Arquidiocesano Jesus Crucificado terá 24 horas de oração apareceu primeiro em Arquidiocese de Niterói.

Leia Mais »

Espaços públicos recebem Campanha sobre Saúde Mental

Devido à chuva do dia 18 de janeiro, a campanha Janeiro Branco, que ocorreria na Praia de Itaipu, teve que ser adiada. Segundo Paula Barreto, uma das organizadoras, o evento será na sexta e no sábado. No dia 24 de janeiro, a partir das 9h, na Praia de Itaipu, e a partir das 18h em Itaipuaçu, na Avenida Vitória Régia, Lote 5-7, quadra 93, e no sábado dia 25 de janeiro, a partir das 9h, na Praia de Icaraí, e a partir das 16h no Shoping Multicenter em Itaipu. Na ocasião, vários profissionais voluntários das áreas de Psicologia, Serviço Social e Biomedicina organizarão um mutirão de conscientização sobre a importância do cuidado da Saúde Mental e Emocional, através de momentos de reflexão sobre o sentido e o propósito da vida, qualidade de relacionamentos e autoconhecimento. A “Campanha Janeiro Branco”, que há seis anos acontece em todo o país, tem o objetivo de alertar sobre a necessidade de refletir e prevenir o adoecimento mental/emocional das pessoas e contribuir para a valorização da subjetividade humana. A Campanha acontece sempre no mês de janeiro, atendendo ao simbolismo de que o primeiro mês do ano é como uma “folha em branco”, pela qual as pessoas podem ser inspiradas a refletir e a escrever e/ou reescrever a história de suas vidas.  Em todo o país acontecem ações independentes, para alertar sobre a importância de dar visibilidade ao tema Saúde Mental, e de traçar estratégias e políticas públicas que atendam à população, capazes de atuar na prevenção do adoecimento mental/emocional. Segundo a psicóloga Paula Barreto, especialista em psicopedagogia, “A Campanha Janeiro Branco, a maior Campanha do mundo em prol da construção de uma cultura da Saúde Mental na humanidade, nasceu para tornar realidade o ideal de um mundo mais saudável em relação a tudo o que diz respeito à subjetividade dos indivíduos”. “Por isso, precisamos falar sobre Saúde Mental, convidando as pessoas para cuidarem de si e da saúde de todos, contribuindo para um mundo com mais sentido, mais harmonia e mais culturas saudáveis para as mentes, os corpos e as relações sociais de todos”, completou a psicóloga. Ela enfatiza que o “mundo pede, o mundo precisa e todo mundo que compõe a humanidade tem direito à Saúde Mental e a informações sobre Saúde Mental. Somente conhecendo as corretas informações sobre tudo o que pode produzir Saúde e Saúde Mental na vida dos indivíduos é que conseguirão ajudar as pessoas a terem vidas mais harmônicas, mais felizes, mais saudáveis, com mais sentido e com mais propósitos, e que façam bem a todos. Precisamos falar sobre Saúde Mental e sobre tudo o que diz respeito às múltiplas dimensões da Saúde Mental dos indivíduos e das instituições sociais”, destaca a psicopedagoga. “Precisamos falar sobre Saúde Mental e ensinar os indivíduos a pensarem sobre as condições pessoais, sociais, materiais, culturais, subjetivas e objetivas nas quais vivem, nas quais se relacionam e nas quais reproduzem as suas existências. Todo ser humano precisa aprender a cuidar da sua Saúde Mental e da Saúde Mental das pessoas com quem convive e com quem se relacionam no dia a dia”, explica Paula Barreto. No dia 25 de janeiro às 9h, na Praia de Itaipu,  o evento acontecerá no famoso e agradável quiosque do Jorginho. Já no dia 26 de janeiro às 9h, na Praia de Icaraí no calçadão em frente à Paróquia de São Judas Tadeu. Nesses dias, o grupo estará conscientizando as pessoas da necessidade urgente de falar sobre a Saúde Mental. Serão distribuídos panfletos sobre a campanha. Os interresados em participar da Campanha, compareçam no dia ou utilizem as hashtags: #QuemcuidadamenteCuidadavida, #Vemprasaudemental e #janeiroBranco. Por João Dias com informações de Paula Barreto Foto: Arquivo

O post Espaços públicos recebem Campanha sobre Saúde Mental apareceu primeiro em Arquidiocese de Niterói.

Leia Mais »

Regional Leste 1 da CNBB saúda Dom Edney e Dom Paulo

SAUDAÇÃO DO REGIONAL LESTE 1 – CNBB A DOM EDNEY GOUVÊA MATTOSO, A DOM PAULO ANTÔNIO DE CONTO E À DIOCESE DE NOVA FRIBURGO (RJ) Rio de Janeiro, 22 de janeiro de 2020.   Prezados Irmãos, Dom Edney Gouvêa e Dom Paulo De Conto, O Conselho Episcopal Regional Leste 1, da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), saúda e agradece a Dom Edney Gouvêa Mattoso pelo tempo dedicado ao governo pastoral na Diocese de Nova Friburgo e acolhe Dom Paulo Antônio De Conto como Administrador Apostólico da diocese fluminense. Com a publicação da aceitação do pedido de renúncia de Dom Edney pelo Papa Francisco, na manhã desta quarta-feira, 22 de janeiro, queremos manifestar o mais profundo agradecimento ao nosso irmão no episcopado e nossa comunhão fraterna e oração. Foram 10 anos de intenso e zeloso trabalho pastoral à frente da Diocese de Nova Friburgo e da Comissão Regional Pastoral para a Liturgia do Estado do Rio de Janeiro. Acolhemos fraternalmente a Dom Paulo Antônio De Conto em nosso Regional e agradecemos sua disponibilidade missionária em aceitar o pedido do Santo Padre de sair de sua terra natal e colocar-se a serviço do Povo de Deus da Diocese de Nova Friburgo na missão de Administrador Apostólico. Cumprimentamos ainda, com renovado vigor e obediência, o Santo Padre, o Papa Francisco, assegurando-lhe nosso afeto filial e nossa oração cotidiana por sua missão. Confiamos à Imaculada Conceição o serviço ministerial de Dom Paulo De Conto, o clero e os fieis de toda amada Diocese de Nova Friburgo para que vivam no amor, como verdadeira família dos filhos e filhas de Deus.   Em unidade e fraternidade, DOM JOSÉ FRANCISCO REZENDE DIAS Arcebispo Metropolitano de Niterói (RJ) Presidente do Regional Leste 1 – CNBB DOM GILSON ANDRADE DA SILVA Bispo de Nova Iguaçu (RJ) Vice-presidente do Regional Leste 1 – CNBB DOM TARCISIO NASCENTES DOS SANTOS Bispo de Duque de Caxias (RJ) Secretário do Regional Leste 1 – CNBB Logo: Regional Leste 1 da CNBB

O post Regional Leste 1 da CNBB saúda Dom Edney e Dom Paulo apareceu primeiro em Arquidiocese de Niterói.

Leia Mais »

Setor de Comunicação divulga novo WhatsApp para uma maior interatividade

O Setor de Comunicação da Arquidiocese de Niterói, neste dia 20 de janeiro, informa amigos e  amigas, que o número (21) 3602-1760 passou a funcionar como o canal direto de interação com os comunicadores da Rádio Anunciadora (durante toda a grade de programação), e com o Programa Niterói na Catedral (com o diácono Nélio do Amparo e João Dias, aos sábados, das 15h às 16h). O Setor informa que basta adicionar o WhatsApp ou ligar para a rádio, no número (21) 3062-1760. O objetivo do Setor de Comunicação foi unificar todos os contatos por meio deste canal, podendo o ouvinte enviar sua opinião e sugerir pauta aos produtores dos programas. O serviço busca aproximar a comunidade à rotina do Setor de Comunicação. Vale lembrar que, devido ao fluxo de conteúdo, nem todas as mensagens serão lidas no ar. Pelo mesmo número, também é possível conversar com a equipe de jornalismo dos sites arqnit.org.br, da radioanuniciadora.org.br e do jornal Niterói Católico. O Portal ArqNit vem unificando todos os conteúdos produzidos pelo SECOM e PASCOM’s Arquidiocesanas. Desde o dia 27 de novembro de 2019, os vídeos do Setor de Comunicação estão concentrados no YouTube da Arquidiocese de Niterói: https://www.youtube.com/user/ArqNit. O portal já conta com um sistema que agrega todos os vídeos das redes sociais da Arquidiocese de Niterói, e há também uma ferramenta de gerenciamento de conteúdo, que permite a sua organização de forma fácil e com visual inovador. Todo o conteúdo está concentrado em um só local, todas as publicações das Redes Sociais da Arquidiocese, e a utilização das hashtags, aumentando, assim, a permanência do interessado no portal ArqNit. Por João Dias Arte: Thiago Maia

O post Setor de Comunicação divulga novo WhatsApp para uma maior interatividade apareceu primeiro em Arquidiocese de Niterói.

Leia Mais »

Praias de Niterói recebem Campanha sobre Saúde Mental

Devido à chuva do dia 18 de janeiro, a campanha Janeiro Branco, que ocorreria na Praia de Itaipu, teve que ser adiada. Segundo Paula Barreto, uma das organizadoras, o evento será no sábado e no domingo. No dia 25 de janeiro, a partir das 9h, na Praia de Itaipu e no domingo, dia 26 de janeiro, na Praia de Icaraí. Na ocasião, vários profissionais voluntários das áreas de Psicologia, Serviço Social e Biomedicina organizarão um mutirão de conscientização sobre a importância do cuidado da Saúde Mental e Emocional, através de momentos de reflexão sobre o sentido e o propósito da vida, qualidade de relacionamentos e autoconhecimento. A “Campanha Janeiro Branco”, que há seis anos acontece em todo o país, tem o objetivo de alertar sobre a necessidade de refletir e prevenir o adoecimento mental/emocional das pessoas e contribuir para a valorização da subjetividade humana. A Campanha acontece sempre no mês de janeiro, atendendo ao simbolismo de que o primeiro mês do ano é como uma “folha em branco”, pela qual as pessoas podem ser inspiradas a refletir e a escrever e/ou reescrever a história de suas vidas.  Em todo o país acontecem ações independentes, para alertar sobre a importância de dar visibilidade ao tema Saúde Mental, e de traçar estratégias e políticas públicas que atendam à população, capazes de atuar na prevenção do adoecimento mental/emocional. Segundo a psicóloga Paula Barreto, especialista em psicopedagogia, “A Campanha Janeiro Branco, a maior Campanha do mundo em prol da construção de uma cultura da Saúde Mental na humanidade, nasceu para tornar realidade o ideal de um mundo mais saudável em relação a tudo o que diz respeito à subjetividade dos indivíduos”. “Por isso, precisamos falar sobre Saúde Mental, convidando as pessoas para cuidarem de si e da saúde de todos, contribuindo para um mundo com mais sentido, mais harmonia e mais culturas saudáveis para as mentes, os corpos e as relações sociais de todos”, completou a psicóloga. Ela enfatiza que o “mundo pede, o mundo precisa e todo mundo que compõe a humanidade tem direito à Saúde Mental e a informações sobre Saúde Mental. Somente conhecendo as corretas informações sobre tudo o que pode produzir Saúde e Saúde Mental na vida dos indivíduos é que conseguirão ajudar as pessoas a terem vidas mais harmônicas, mais felizes, mais saudáveis, com mais sentido e com mais propósitos, e que façam bem a todos. Precisamos falar sobre Saúde Mental e sobre tudo o que diz respeito às múltiplas dimensões da Saúde Mental dos indivíduos e das instituições sociais”, destaca a psicopedagoga. “Precisamos falar sobre Saúde Mental e ensinar os indivíduos a pensarem sobre as condições pessoais, sociais, materiais, culturais, subjetivas e objetivas nas quais vivem, nas quais se relacionam e nas quais reproduzem as suas existências. Todo ser humano precisa aprender a cuidar da sua Saúde Mental e da Saúde Mental das pessoas com quem convive e com quem se relacionam no dia a dia”, explica Paula Barreto. No dia 25 de janeiro às 9h, na Praia de Itaipu,  o evento acontecerá no famoso e agradável quiosque do Jorginho. Já no dia 26 de janeiro às 9h, na Praia de Icaraí no calçadão em frente à Paróquia de São Judas Tadeu. Nesses dias, o grupo estará conscientizando as pessoas da necessidade urgente de falar sobre a Saúde Mental. Serão distribuídos panfletos sobre a campanha. Os interresados em participar da Campanha, compareçam no dia ou utilizem as hashtags: #QuemcuidadamenteCuidadavida, #Vemprasaudemental e #janeiroBranco. Por João Dias com informações de Paula Barreto Foto: Arquivo

O post Praias de Niterói recebem Campanha sobre Saúde Mental apareceu primeiro em Arquidiocese de Niterói.

Leia Mais »

PASCOM Brasil lança subsídio para o dia do padroeiro dos jornalistas

Com a proximidade da comemoração do dia do padroeiro dos jornalistas, São Francisco Sales, dia 24 de janeiro, na data de hoje, na página da PASCOM Brasil, foi feito um Roteiro de Oração para esse dia. Na publicação, o coordenador da Pascom Brasil, Marcus Tullius, sugere “que cada Pascom, bem como os profissionais de comunicação católicos, se reúnam para celebrar, com o objetivo de intensificar o eixo da espiritualidade, a partir de datas significativas da comunicação, criando ainda mais intimidade com a Palavra de Deus”. Ele aproveita para lembrar que “…a data também marca a divulgação da mensagem para o Dia Mundial das Comunicações Sociais. Neste ano, em sua 54ª edição, o Papa Francisco escolheu como tema: ‘Para que contes aos teus filhos e aos teus netos. A vida se faz história’”, lembrou Marcus Tullius. Baixe aqui o subsídio para o dia do padroeiro dos jornalistas. Por João Dias Informações contidas em: PASCOM BRASIL Arte: PASCOM BRASIL

O post PASCOM Brasil lança subsídio para o dia do padroeiro dos jornalistas apareceu primeiro em Arquidiocese de Niterói.

Leia Mais »