Atualidades

Diocese de Chapecó solidariza-se com acidente com o time da Chapecoense

A Diocese de Chapecó emitiu uma nota de solidariedade sobre o acidente com a delegação do time Chapecoense. Eis a nota: NOTA DE SOLIDARIEDADE “Eu sou a ressurreição e a vida. Quem acredita em mim, mesmo que morra, viverá”. (Jo 11,25) Iluminados pela fé na vida que vence a morte, a Diocese de Chapecó, profundamente consternada com o grave acidente ocorrido com a delegação Chapecoense, quer expressar o sentimento de solidariedade com todos os atingidos, familiares e amigos. Pedimos o descanso eterno às vítimas e a bênção consoladora de Deus. Diocese de Chapecó O Bispo Diocesano de Chapecó, Dom Odelir José Magri, gravou um vídeo em que diz: “É um momento difícil de se falar. Não tem palavras que possam expressar este acontecimento. Nós queremos, em primeiro lugar, manifestar nossa comunhão e solidariedade. Estamos sofrendo juntos, todos. Queremos viver isso não com desespero, mas na dimensão da fé, da esperança. Sabemos que o que pode nos unir, o que pode nos dar força, o que pode reforçar nossa comunhão neste momento é a dimensão da fé, da oração, o pedido e a intercessão da presença, da graça e da força de Deus.”, disse o Bispo. Veja o vídeo: Leia Mais »

CNBB manifesta veemente repúdio à anistia do “Caixa dois”

Nesta terça-feira, 29 de novembro, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) divulgou Nota Oficial manifestando repúdio à anistia do “caixa dois”. Os bispos afirmam que “vivemos uma profunda desconfiança institucional no país, particularmente com relação aos Poderes da República. Notícias de que estaria sendo gestado, na Câmara Federal, um acordo para anistiar o crime de ´caixa dois´ foram recebidas com indignação pelo povo brasileiro”. Os bispos dizem esperar que “os membros do Congresso Nacional não apoiem tamanha afronta à dignidade do país. Seria inaceitável, para um parlamento que preza pela honestidade e respeita o mandato recebido, aprovar tal projeto”. E, finalizam a Nota, recordando que também é urgente “uma séria Reforma Política que não seja simplesmente pontual, mas ampla e debatida com toda a sociedade”. Leia a Nota, na íntegra: NOTA DE REPÚDIO À ANISTIA DO “CAIXA DOIS” “…nada acontece em segredo que não venha a se tornar público” (Mc 4,22) A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil-CNBB, através de sua Presidência, manifesta veemente repúdio a qualquer iniciativa que vise anistiar o crime de “caixa dois”, ou mesmo, abrandar suas penalidades. Vivemos uma profunda desconfiança institucional no país, particularmente com relação aos Poderes da República. Notícias de que estaria sendo gestado, na Câmara Federal, um acordo para anistiar o crime de “caixa dois” foram recebidas com indignação pelo povo brasileiro. A reação da população é sinal de que a mesma vem acompanhando com mais atenção a vida política. A CNBB sempre participou, com outras instituições democráticas, do esforço por valorizar a consciência política. Prova disso é a coleta de assinaturas em apoio aos projetos de iniciativa popular que resultaram na Lei 9840/1999, “Lei contra a compra de votos”, e na Lei Complementar 135/2010, “Lei da Ficha Limpa”. Mais recentemente, participou do movimento que pediu e conquistou a inconstitucionalidade do financiamento empresarial das campanhas eleitorais. Fiel à História e ao compromisso evangélico, a CNBB não pode deixar de condenar, nesse momento, qualquer tentativa de legitimar a prática do denominado “caixa dois” que anistia aqueles que, nas campanhas, utilizaram quantias de origem ilícita ou não contabilizadas junto à Justiça Eleitoral. Essa prática macula as eleições e estimula a corrupção, corroborando para a confusão entre interesse público e particular. Esperamos que os membros do Congresso Nacional não apoiem tamanha afronta à dignidade do país. Seria inaceitável, para um parlamento que preza pela honestidade e respeita o mandato recebido, aprovar tal projeto. Deixar-se guiar, nessa questão, unicamente pela ética ajudará na urgência de “reabilitar a política, que é uma das formas mais altas da caridade” (Papa Francisco). É oportuno, ainda, manifestar a convicção de que é urgente uma séria Reforma Política que não seja simplesmente pontual, mas ampla e debatida com toda a sociedade. Nossa Senhora Aparecida, Padroeira do Brasil, continue intercedendo pelo povo brasileiro. Deus nos abençoe! Brasília, 28 de novembro de 2016 Cardeal Sergio da Rocha Arcebispo de Brasília-DF Presidente da CNBB Dom Murilo S. R. Krieger Arcebispo de São Salvador-BA Vice-Presidente da CNBB Dom Leonardo Ulrich Steiner Bispo Auxiliar de Brasília-DF Secretário-Geral da CNBB Leia Mais »

São Saturnino de Toulouse

São Saturnino é venerado como missionário que foi o primeiro bispo de Toulouse e é uma das devoções mais populares na França e na Espanha. Segundo escritos conhecidos como a “Paixão de Saturnino”, ele pregou dos dois lados dos Pirineus, entre os anos 430 e 450. Por onde andou, pregava com fervor, convertendo quase todos […] Leia Mais »

3ª FEIRA da 1ª SEMANA Advento

1ª Leitura – Is 11,1-10 Julgará os humildes com justiça. Leitura do Livro do Profeta Isaías 11,1-10 Naqueles dias: 1 Nascerá uma haste do tronco de Jessé e, a partir da raiz, surgirá o rebento de uma flor; 2 sobre ele repousará o espírito do Senhor: espírito de sabedoria e discernimento, espírito de conselho e […] Leia Mais »

Vicariato Rural recebe Encontro para Lideranças

A Arquidiocese de Niterói divulgou as apresentações do Encontro Arquidiocesano para lideranças paroquiais.  O evento ocorreu no dia 26 de novembro, na paróquia de Nossa Senhora do Amparo, em Tanguá. Na ocasião, Dom José Francisco falou sobre o documento 105 da CNBB: “Temos uma participação extraordinária de leigos na Igreja. Mulheres e homens que constroem o Reino da verdade e da graça, do amor e da paz; que assumem serviços e ministérios que tornam a Igreja consoladora, samaritana, profética, serviçal, maternal. Com a benção de Deus, este documento despertará e animará a todos os cristãos leigos e leigas, na nossa Igreja, para que sejam anúncio e testemunho da vida nova que receberam em Cristo”. Confira as apresentações: Dom José Francisco – Documento 105 e Doutor Daniel – Campanha da Fraternidade 2017. Leia Mais »