SÁBADO DEPOIS DAS CINZAS

(roxo – ofício do dia)

Atendei-nos, Senhor, na vossa grande misericórdia; olhai-nos, ó Deus, com toda a vossa bondade (Sl 68,17).

Sobre seus filhos e filhas, Deus estende sua mão poderosa e pousa seu olhar repleto de misericórdia. Nesta celebração, abramos nosso espírito à conversão e ao seguimento de Cristo.

Primeira Leitura: Isaías 58,9-14

Leitura do livro do profeta Isaías – Assim fala o Senhor: 9“Se destruíres teus instrumentos de opressão e deixares os hábitos autoritários e a linguagem maldosa; 10se acolheres de coração aberto o indigente e prestares todo socorro ao necessitado, nascerá nas trevas a tua luz e tua vida obscura será como o meio-dia. 11O Senhor te conduzirá sempre e saciará tua sede na aridez da vida, e renovará o vigor do teu corpo; serás como um jardim bem regado, como uma fonte de águas que jamais secarão. 12Teu povo reconstruirá as ruínas antigas; tu levantarás os fundamentos das gerações passadas: serás chamado reconstrutor de ruínas, restaurador de caminhos, nas terras a povoar. 13Se não puseres o pé fora de casa no sábado nem tratares de negócios em meu dia santo, se considerares o sábado teu dia favorito, o dia glorioso, consagrado ao Senhor, se o honrares, pondo de lado atividades, negócios e conversações, 14então te deleitarás no Senhor; eu te farei transportar sobre as alturas da terra e desfrutar a herança de Jacó, teu pai”. Falou a boca do Senhor. – Palavra do Senhor.

Salmo Responsorial: 85(86)

Ensinai-me os vossos caminhos / e na vossa verdade andarei.

1. Inclinai, ó Senhor, vosso ouvido, / escutai, pois sou pobre e infeliz! / Protegei-me, que sou vosso amigo, † e salvai vosso servo, meu Deus, / que espera e confia em vós! – R.

2. Piedade de mim, ó Senhor, / porque clamo por vós todo o dia! / Animai e alegrai vosso servo, / pois a vós eu elevo a minha alma. – R.

3. Ó Senhor, vós sois bom e clemente, / sois perdão para quem vos invoca. / Escutai, ó Senhor, minha prece, / o lamento da minha oração! – R.

Evangelho: Lucas 5,27-32

Glória a vós, Senhor Jesus, / primogênito dentre os mortos!

Não quero a morte do pecador, diz o Senhor, / mas que ele volte, se converta e tenha vida (Ez 33,11). – R.

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas – Naquele tempo, 27Jesus viu um cobrador de impostos, chamado Levi, sentado na coletoria. Jesus lhe disse: “Segue-me”. 28Levi deixou tudo, levantou-se e o seguiu. 29Depois, Levi preparou em casa um grande banquete para Jesus. Estava aí grande número de cobradores de impostos e outras pessoas sentadas à mesa com eles. 30Os fariseus e seus mestres da Lei murmuravam e diziam aos discípulos de Jesus: “Por que vós comeis e bebeis com os cobradores de impostos e com os pecadores?” 31Jesus respondeu: “Os que são sadios não precisam de médico, mas sim os que estão doentes. 32Eu não vim chamar os justos, mas sim os pecadores para a conversão”. – Palavra da salvação.

Reflexão:

Jesus convida um cobrador de impostos – considerado pecador – chamado Levi (Mateus) para que o siga. Levi era um funcionário a serviço do Império. Imediatamente segue Jesus e ainda o convida para uma refeição em sua casa. Os adversários entram em cena e criticam os discípulos de Jesus que comem com os pecadores. A resposta do Mestre mostra claramente a que veio, qual é a sua missão. Ele é aquele que vai ao encontro dos considerados impuros e excluídos e come com eles, sem medo de contaminações rituais. Jesus não se preocupa tanto com as “pessoas de bem”, mas, sim, com os pecadores e com aqueles que são discriminados por essas “pessoas de bem”. O Mestre quer que todos façam parte do banquete da dignidade e da inclusão. Quaresma é tempo de conversão, de rever nossa caminhada rumo à Páscoa.

O post SÁBADO DEPOIS DAS CINZAS apareceu primeiro em Arquidiocese de Niterói.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*